A Comissão de Direitos Humanos da Câmara Legislativa do Distrito Federal recebeu diversas denúncias acerca de violência cometida por policial militar contra aluno do CED 07, escola pública militarizada no início do ano. Em diligência realizada na manhã de hoje (26) foi constatada a ocorrência. A justificativa da direção da escola e dos policiais foi a de “separação de briga entre alunos”. A CDH repudia a atitude e informa que adotará todas as medidas institucionais cabíveis, inclusive acionando o Ministério Público para que se manifeste acerca dessa arbitrariedade e grave violação de direitos.

A atitude dos policiais e a desproporcionalidade da força aplicada mostram o despreparo das pessoas envolvidas no projeto de militarização do GDF. São cenas deploráveis e inaceitáveis e que atestam a nossa posição de falta de qualquer planejamento e inaptidão dos profissionais que deveriam proteger os estudantes.

Assista a um dos vídeos abaixo ou em nosso Instagram:

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Fábio Felix (@fabiofelixdf) em

No início do mês, a Comissão de Direitos Humanos da CLDF instituiu o Observatório da Militarização das Escolas justamente para colher denúncias dessa natureza e para atuar na defesa da integridade física e moral de estudantes, alunos e policiais. Não aceitamos a atitude violenta, ainda que seja usada como justificativa para conter brigas entre os estudantes.

Abaixo, vídeo que gravamos sobre a denúncia:

Fábio Felix, presidente da Comissão de Direitos Humanos da CLDF

 

Conheça nossa Newsletter!

Inscreva-se para receber informações toda semana sobre o trabalho do mandato na Câmara Legislativa do DF.

Obrigado! Sua inscrição foi confirmada.