Debates, sessão solene e mesas temáticas marcam programação nos dias 24 e 25 de junho; Congresso Nacional também vai ganhar iluminação nas cores da bandeira LGBTI e sediar beijaço

O mundo todo tem utilizado junho de 2019 para lembrar os 50 anos do Levante de Stonewall, considerado marco internacional da luta LGBTI+. Com o objetivo de debater conquistas e principais desafios da implementação de políticas públicas para o segmento, as câmaras Federal e Legislativa inauguram parceria em programação conjunta. Nos dias 24 e 25 de junho, parlamentares de todo o Brasil, ativistas e especialistas da temática LGBTI+ vão apontar caminhos para a promoção da cidadania de gays, lésbicas, bissexuais, travestis, transgêneros e interssexuais. A programação, que inclui seminários, sessão solene, iluminação especial do Congresso e beijaço, foi organizada pelas bancadas de cinco partidos: PSOL, PT, PSB, PCdoB e PDT.

As atividades começam no dia 24 de junho, às 11h, com sessão solene no Plenário Ulysses Guimarães (Câmara Federal). Na ocasião, será realizada homenagem ao Cinquentenário do Levante de Stonewall. À tarde será a vez de a Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) receber o 1º Seminário LGBTI+ de sua história. Ativistas, juristas e representantes de organizações de defesa dos Direitos Humanos participarão de mesas temáticas de debate. Às 19h30 do mesmo dia, o Congresso Nacional receberá as cores das bandeiras LGBTI+ e sediará um beijaço. No dia 25, às 10h, a Câmara Federal também realizará seminário temático.

Para o deputado Federal David Miranda (PSOL-RJ), a celebração do orgulho LGBT assume maior relevância social e política diante da ascensão de um discurso de ódio, fomentado pelas instituições públicas. “Quando representantes do poder legislativo e o próprio presidente da República legitimam uma pauta ultraconservadora, é necessário fazer do afeto um ato político. A memória, a verdade e a justiça vencerão o fundamentalismo”, declarou.

Para o presidente da Comissão de Direitos Humanos e primeiro parlamentar assumidamente gay a ocupar uma cadeira na Câmara Legislativa do DF, Fábio Felix, apesar de conquistas importantes nestes 50 anos, ainda é preciso avançar muito para a garantia de direitos. “Sequer o direito à vida, fundamental e previsto em todos os tratados internacionais, é assegurado à população LGBTI. Quisera essa fosse uma data apenas de celebração do nosso orgulho, mas ainda estamos brigando por direitos básicos”, destacou.

Mais informações no evento podem ser encontradas aqui.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Conheça nossa Newsletter!

Inscreva-se para receber informações toda semana sobre o trabalho do mandato na Câmara Legislativa do DF.

Obrigado! Sua inscrição foi confirmada.