Debates, sessão solene e mesas temáticas marcam programação nos dias 24 e 25 de junho; Congresso Nacional também vai ganhar iluminação nas cores da bandeira LGBTI e sediar beijaço

O mundo todo tem utilizado junho de 2019 para lembrar os 50 anos do Levante de Stonewall, considerado marco internacional da luta LGBTI+. Com o objetivo de debater conquistas e principais desafios da implementação de políticas públicas para o segmento, as câmaras Federal e Legislativa inauguram parceria em programação conjunta. Nos dias 24 e 25 de junho, parlamentares de todo o Brasil, ativistas e especialistas da temática LGBTI+ vão apontar caminhos para a promoção da cidadania de gays, lésbicas, bissexuais, travestis, transgêneros e interssexuais. A programação, que inclui seminários, sessão solene, iluminação especial do Congresso e beijaço, foi organizada pelas bancadas de cinco partidos: PSOL, PT, PSB, PCdoB e PDT.

As atividades começam no dia 24 de junho, às 11h, com sessão solene no Plenário Ulysses Guimarães (Câmara Federal). Na ocasião, será realizada homenagem ao Cinquentenário do Levante de Stonewall. À tarde será a vez de a Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) receber o 1º Seminário LGBTI+ de sua história. Ativistas, juristas e representantes de organizações de defesa dos Direitos Humanos participarão de mesas temáticas de debate. Às 19h30 do mesmo dia, o Congresso Nacional receberá as cores das bandeiras LGBTI+ e sediará um beijaço. No dia 25, às 10h, a Câmara Federal também realizará seminário temático.

Para o deputado Federal David Miranda (PSOL-RJ), a celebração do orgulho LGBT assume maior relevância social e política diante da ascensão de um discurso de ódio, fomentado pelas instituições públicas. “Quando representantes do poder legislativo e o próprio presidente da República legitimam uma pauta ultraconservadora, é necessário fazer do afeto um ato político. A memória, a verdade e a justiça vencerão o fundamentalismo”, declarou.

Para o presidente da Comissão de Direitos Humanos e primeiro parlamentar assumidamente gay a ocupar uma cadeira na Câmara Legislativa do DF, Fábio Felix, apesar de conquistas importantes nestes 50 anos, ainda é preciso avançar muito para a garantia de direitos. “Sequer o direito à vida, fundamental e previsto em todos os tratados internacionais, é assegurado à população LGBTI. Quisera essa fosse uma data apenas de celebração do nosso orgulho, mas ainda estamos brigando por direitos básicos”, destacou.

Mais informações no evento podem ser encontradas aqui.

Conheça nossa Newsletter!

Inscreva-se para receber informações toda semana sobre o trabalho do mandato na Câmara Legislativa do DF.

Obrigado! Sua inscrição foi confirmada.