Câmara Legislativa, Gabinete 24 e movimentos farão um mês de programação para celebrar a luta do povo negro; objetivo é construir uma agenda permanente de superação do racismo no DF.

Para marcar o mês de lutas pró-valorização da identidade e da cultura do povo negro, o Gabinete 24 se soma a movimentos e instituições para realizar o Novembro Negro. O objetivo é construir uma agenda permanente de enfrentamento e de superação do racismo no DF, além de estabelecer políticas de promoção da igualdade racial e da liberdade religiosa. Fórum de Negritude, Roda de Candomblé, atividades culturais, seminários e apresentação de projetos de Lei marcarão o período. 

A ideia é que seja criado um fórum permanente para reuniões mensais em 2020, com o objetivo de fortalecer a temática de igualdade racial e de povos e comunidades tradicionais. O _Novembro Negro_ é fruto de uma parceria do Gabinete 24 com diversas entidades: Movimento Negro Unificado – MNU, Casa Akotirene, Coletivas Pretinhas, INAÓ, NSB, Juventude de Terreiro, Conselho de Defesa dos Direitos do Negro – CDDN, Comissão de Igualdade Racial da OAB/DF, Pretas no Topo, Ponto de Cultura Ação e Tradição, Ilê Asé Logum Cetomi, Nzo Jimona dia Nzambi, Fórum da Juventude de Terreiro do DF e entorno, Manzo Kalla Muisu, Instituto Cultural e Educacional Lua Branca — INCLUA, a Subsecretaria de Igualdade Racial e Direitos Humanos da SEJUS, entre outras.  


Reunião do Fórum de Negritude do Mandato. Foto: Isabelle Araújo

A abertura contará com Roda de Candomblé na Câmara Legislativa. Com o lema Celebrar & Resistir, o evento acontecerá no dia 1º de novembro, às 17hs, na Praça do Servidor – Térreo Inferior. Dando sequência às atividades, teremos festivais internacionais, oficinas, seminários, exposições, debates sobre boas práticas e sobre a participação de negros na política, além de Sessão Solene e entrega do Prêmio Marielle Franco de Direitos Humanos.

 “O orgulho da nossa identidade é uma das dimensões mais importantes deste mês em que celebramos a consciência negra. Mas também não podemos deixar a mobilização de lado. O Brasil é um país racista, que mata seus jovens e mulheres negras e que mantém há séculos uma realidade de profunda desigualdade e de intolerância. Precisamos avançar e consolidar programas que permitam a superação desse quadro”, destacou Fábio Felix, que também é presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Legislativa.

“É de extrema importância a união dos Movimentos Negros do Distrito Federal, com esta junção, podemos construir de maneira coletiva ações que enaltecem o povo negro. A construção coletiva de um calendário de atividades para o novembro negro é satisfatória, pois assim conseguimos mapear as organizações de luta e principalmente saber onde estão os negros e negras. Nos aquilombar é preciso, porém, só conseguiremos obter o êxito quando todos e todas se unirem em busca de um propósito maior”, pontua Jéssica Alves, da Casa Akotirene.

Também vai ser protocolado um Projeto de Lei que cria o Conselho Distrital de Promoção da Igualdade Racial – CODIPIR, com a reinclusão das comunidades tradicionais de matriz africana e a previsão da criação de um fundo para a igualdade racial. O executivo chegou a apresentar uma proposta, o  PL 1.323/2016, mas esses segmentos foram retirados da proposta do governo ao longo de sua tramitação na CLDF. Também será apresentada uma cartilha sobre regularização de terreiros, elaborada com a participação de diversos movimentos.

Confira a programação Completa  do Novembro Negro no DF:

01 de Novembro, 17h
Celebrar e Resistir – 1° Roda de Candomblé da Câmara Legislativa do Distrito Federal. Praça do Servidor da CLDF 

01 de Novembro, 9h às 12 e das 14 às 17h
Oficina de Ações Educativas em Ralações Raciais, promovida pela Secretaria de Justiça e Cidadania. Centro Educacional Asa Norte (CEAN)

01 a 03 de novembro, 9h às 0h
Festival de Cantoras Negras Yalodê. Museu Nacional. Informações –  https://www.facebook.com/festivalyalode/

02 de novembro, 14h
Cine Debate com a Jornalista e Cineasta Angolana Marisol Kadiegi – Documentário Xinguilamento – A força dos Ancestrais. Tumba Nzo Jimona dia Nzambi, Águas Lindas 

07 de Novembro, 19h
Roda de Conversa sobre Negros na Política, com a participação de lideranças negras. Casa da Cultura da América Latina (CAL), Setor Comercial Sul

09 de Novembro, 09 das 16h
Pretas no Topo – I Evento de afroempreendedorismo e Empoderamento Feminino Negro de Planaltina. Complexo Cultural de Planaltina

12 e 13 de Novembro, 10h
Primeiro Encontro Distrital de Boas Práticas em Políticas de Promoção da Igualdade Racial. Instituto Federal de Brasília, campi Asa Norte

16 e 17 de Novembro, 8h às 18h
4º Entardecer dos Ojás. Complexo Cultural de Planaltina

16 e 17 de Novembro, 16h
Festival Favela Sounds. Local a definir

18 de Novembro, 19h
Palestra Direito Antidiscriminatório, Crimes Raciais e Violência Doméstica. Mezanino da OAB/DF, SEPN 516, Bloco B Lote 07, Asa Norte

19 de Novembro, 14h às 19h
Seminário Narrativas da Presença Negra na História do DF. Sala de Comissões Câmara Legislativa do DF

19 de Novembro, 15h
Roda de Conversa e Autocuidado e Solidão da Mulher Negra, com a Coletiva Pretinhas. Casa da Cultura da América Latina (CAL), Setor Comercial Sul

20 de Novembro, 19h
Sessão Solene Dia da Consciência Negra. Plenário da Câmara Legislativa do DF

25 a 29 de Novembro, 8h às 20h
Exposição Reintegração de Posse – Narrativas da Presença Negra na História do DF. Foyer do Plenário da Câmara Legislativa do DF

27 de Novembro, 9h às 12h e das 14 às 17h
Oficina de Ações Educativas em Ralações Raciais, promovida pela Secretaria de Justiça e Cidadania. Unidade de Internação Brazlândia

28 de Novembro, 18h
Solenidade de entrega do Prêmio Marielle Franco de Direitos Humanos. Plenário da Câmara Legislativa do DF

27 a 29 de Novembro, 16h
Novembro Akotirene. Ocupação Ceilândia. Praça do Cidadão da Ceilândia e Quilombo Urbano Casa Akotirene

30 de Novembro, 9h às 22h
Novembro Akotirene, Ceilândia Mais Negra. Estacionamento do Metrô Estação Terminal Ceilândia

02 a 06 de Dezembro
3ª Mostra Competitiva de Cinema Negro Adélia Sampaio. Instituto de Sociologia da UnB

Conheça nossa Newsletter!

Inscreva-se para receber informações toda semana sobre o trabalho do mandato na Câmara Legislativa do DF.

Obrigado! Sua inscrição foi confirmada.