A Comissão de Direitos Humanos da Câmara Legislativa (CDH) recebeu na tarde de ontem (06) denúncia de transfobia praticada por motorista da Uber. Duas passageiras solicitaram viagem em quadra da Asa Sul, mas foram surpreendidas com a reação da motorista, que – de acordo com os relatos das passageiras – exigiu que elas saíssem do carro quando percebeu que eram duas mulheres trans. Imagens foram gravadas pelas passageiras e serão anexadas ao Boletim de Ocorrência.

CDH acompanha o caso

A CDH já está tomando todas as providências e se colocou à disposição das duas mulheres. Vamos acompanhar toda a investigação do caso junto à Decrin (Delegacia Especial de Repressão aos Crimes por Discriminação Racial, Religiosa ou por Orientação Sexual ou Contra a Pessoa Idosa ou com Deficiência) e contatamos a empresa Uber, que informou já ter iniciado a apuração do caso e afastado o motorista imediatamente.

Érika e Melissa também formalizaram denúncia na Comissão de Direitos Humanos e estiveram no Gabinete 24. A denúncia detalhada será encaminhada aos órgãos competentes para anexo às investigações já iniciadas pela Decrin. O relato completo das violações sofridas pelas duas mulheres também foi encaminhado à Uber. Nosso mandato e a CDH estão acompanhando os desdobramentos do caso e prestando todo o apoio e solidariedade necessários neste momento.

Melissa Sousa e Érika Muniz, vítimas de transfobia, à esquerda e à direita do Fábio, respectivamente.

Fábio Felix é deputado Distrital e presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Legislativa.

Conheça nossa Newsletter!

Inscreva-se para receber informações toda semana sobre o trabalho do mandato na Câmara Legislativa do DF.

Obrigado! Sua inscrição foi confirmada.