É absurda a declaração do governador Ibaneis, em entrevista recente ao Correio, dizendo que é um erro “querer tratar educação com muita democracia”. É um claro ataque à Lei da gestão democrática nas escolas, conquistada com muita luta pela comunidade escolar.

Governador Ibaneis
Entrevista no site do Correio Braziliense com o governador Ibaneis.

Ibaneis não consegue entregar resultados concretos à população e se aproveita dos efeitos da crise na segurança pública para vender um projeto de marketing, que é vazio de conteúdo e autoritário no método que está sendo imposto.

O legítimo sentimento de insegurança da população leva muitas mães e pais a acreditarem que a militarização diminuirá a violência dentro das escolas. Mas o problema da segurança pública é estrutural e a escola apenas reflete o contexto social à sua volta.

Ibaneis deu sua palavra, registrada em portaria da Secretaria da Educação, que nenhuma escola seria obrigada a fazer parte do projeto e o resultado das consultas seria respeitado. Da mesma forma que o governador criticou, corretamente, a operação Lava Jato por ultrapassar os limites da lei, ele deve ser coerente e respeitar a Lei de Gestão Democrática.

Ninguém está acima da Constituição e das Leis, nem o Ministério Público, nem o governo do Distrito Federal.

Leia também: A democracia exige respeito

Conheça nossa Newsletter!

Inscreva-se para receber informações toda semana sobre o trabalho do mandato na Câmara Legislativa do DF.

Obrigado! Sua inscrição foi confirmada.