Encontro acontecerá entre os dias 13 e 16 de novembro, em Washington. Parlamentar também aproveitará estadia nos EUA para pedir justiça para Marielle e denunciar retrocessos do governo Bolsonaro

Importante espaço de reflexão sobre os desafios para que mais LGBTs ocupem posições de destaque, a Conferência Mundial de Lideranças LGBTQ está na 35º edição. São esperados mais de 700 líderes de diversos países este ano. Serão três dias de palestras, debates, workshops e troca de experiências. O deputado Distrital Fábio Felix (PSOL) estará entre os oradores do evento, que acontece de 13 a 16 de novembro, em Washington (Estados Unidos). A viagem não contou com a utilização de recursos públicos.

“Será a oportunidade de denunciar aos órgãos internacionais o acúmulo de erros nas investigações da morte de Marielle e Anderson. Também relatarei os ataques do governo Bolsonaro à população LGBT+. A repercussão internacional pode nos ajudar a pressionar o governo”, declarou o primeiro deputado assumidamente gay a ocupar uma cadeira no poder legislativo do DF. As recentes suspensões de editais e censura a filmes e produções culturais com temática LGBT+; a retirada de gays, lésbicas, bissexuais, transexuais e travestis das diretrizes do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos; vedação do incentivo ao turismo LGBT+ no Brasil e a vinculação do nome do presidente da República à execução de Marielle Franco vão ser alguns dos temas problematizados pelo parlamentar.

Como resistir ao governo Bolsonaro

Fábio Felix participará de um painel de debates sobre os desafios para o contraponto ao governo Bolsonaro, a partir das eleições municipais de 2020. A descrição do evento está disponível no site da organização do encontro (https://lgbtqleaders.org). Os participantes do painel discutirão as estratégias para que representantes progressistas e/ou de pautas identitárias assumam posições de comando nas diversas localidades do país.

“Quando mais LGBTs, negros e mulheres assumem espaços de comando, as políticas públicas necessariamente serão mais inclusivas. Essa é a principal resposta que podemos dar ao governo Bolsonaro”, destacou Fábio Felix.

Nas redes sociais, Fábio conversou com seguidores sobre a viagem e a importância de encontrar lideranças LGBT de todo o mundo

Justiça por Marielle e Defesa dos Direitos Humanos

Além da participação na Conferência, o deputado Fábio Felix terá algumas agendas importantes de trabalho nos Estados Unidos. O objetivo é debater estratégias de defesa da pauta de Direitos Humanos no Brasil. O cronograma de atividades inclui: visitas às Universidades de Columbia e New School; reunião de trabalho na Human Rights Watch sobre direitos LGBTs no Brasil; reunião na Comissão Interamericana de Direitos Humanos sobre violações no Brasil e no Distrito Federal, além de pedido de justiça para Marielle; visita ao Congresso Nacional Americano.

Conheça nossa Newsletter!

Inscreva-se para receber informações toda semana sobre o trabalho do mandato na Câmara Legislativa do DF.

Obrigado! Sua inscrição foi confirmada.