Estudantes de instituições privadas revelaram as dificuldades que terão para estudar, caso a restrição ao passe livre seja aprovada.

“Nós já não temos direito ao lazer e à cultura, se tivermos que pagar passagem, deixaremos de ter acesso até à educação”, contou a estudante do IESB e moradora de Ceilândia, Iasmim Baima. Caso o projeto de Lei do Governo do Distrito Federal seja aprovado, ela e outros milhares de estudantes da rede privada de ensino terão que pagar passagem para ir à escola e à universidade. A restrição do Passe Livre foi tema de debate do Distrital Fábio Felix com estudantes hoje (18), na Câmara Legislativa.

O líder da minoria e presidente da Comissão de Direitos Humanos da CLDF destacou os equívocos da proposta do GDF. “Esse projeto mostra que os gestores desconhecem a realidade do DF, já que os estudantes das escolas privadas são geralmente os que mais precisam do auxílio. Os relatos de hoje provam que esses jovens trabalham para, muitas vezes, pagar suas mensalidades. Essa medida trará grande impacto para o orçamento das famílias”.

Durante o encontro, estudantes e equipe do Gabinete 24 definiram uma agenda de debates e atos em defesa do Passe Livre. Está prevista para a próxima quinta-feira (21) uma Comissão Geral sobre o tema. Serão convidados parlamentares e representantes do GDF, além de alunos e representantes da sociedade civil.

Reunião com estudantes sobre ampliação do Passe Livre

Reunião com estudantes sobre ampliação do Passe Livre

Conheça nossa Newsletter!

Inscreva-se para receber informações toda semana sobre o trabalho do mandato na Câmara Legislativa do DF.

Obrigado! Sua inscrição foi confirmada.