Em contraponto ao pedido da bancada evangélica do Congresso Nacional, que decidiu solicitar ao Supremo Tribunal Federal que adie o julgamento sobre a criminalização da LGBTfobia, o deputado Distrital Fábio Felix encaminhou pedido ao ministro Dias Toffoli para manutenção da matéria na pauta de hoje do STF. “São décadas de omissão por parte do Congresso Nacional e o súbito interesse da bancada evangélica no tema não nos convence. É necessário que o Supremo dê esse importante passo no sentido de garantir os direitos da população LGBT”, declara o parlamentar.

Na mensagem encaminhada ao presidente do STF, o deputado do PSOL alega que o Congresso Nacional não dará prioridade ao tema, o que corrobora para a insegurança dos LGBTs. “A crença difundida de que homofobia não é crime no Brasil encoraja pessoas a agredirem e até mesmo matarem pessoas LGBTI em virtude da orientação sexual”, destaca o documento. “Vidas e plena cidadania contam com o término do julgamento”, finaliza o deputado Distrital Fábio Felix.

Conheça nossa Newsletter!

Inscreva-se para receber informações toda semana sobre o trabalho do mandato na Câmara Legislativa do DF.

Obrigado! Sua inscrição foi confirmada.