– coronavírus
+ saúde pública!

Nos últimos dias, o Distrito Federal saltou de dois para catorze casos confirmados de coronavírus (15/03). O governador Ibaneis Rocha decidiu, então, prorrogar o prazo do Decreto que estabelece medidas como fechamento de escolas e proibição de aglomerações e anunciou uma série de medidas como contratação de mais médicos, compra de insumos e criação de equipes móveis para atender possíveis casos em domicílio.

Com o objetivo de somar nessa luta, nosso mandato conversou com especialistas, avaliou o que outras cidades pelo mundo já estão fazendo e apresentará a Ibaneis uma série de recomendações para o devido amparo à população neste momento de pânico social. O conjunto de medidas também prevê ações de fortalecimento do Sistema Único de Saúde, por meio da rede pública de saúde do DF, que tem se destacado no enfrentamento da pandemia.

Confira:

– liberação imediata de todos os benefícios sociais, como o auxílio excepcional, para as famílias em situação de vulnerabilidade social; força tarefa nas Unidades de assistência social para atendimento da demanda;

– Abertura de escolas nas cidades exclusivamente para entrega da merenda escolar para as crianças e adolescentes que não tenham condição;

– Destinação de pelo menos 50% das emendas parlamentares com execução imediata para o combate ao Coronavírus; foco no fortalecimento da saúde pública e da assistência social;

– Liberação das responsáveis de família que não têm com quem deixar os filhos/as que não têm idade para ficar sozinhos;

– Liberação de todas/os trabalhadoras/es que se encontram no grupo de risco;

– Gratuidade dos restaurantes comunitários;

– Criação de um Gabinete interinstitucional de crise com a participação do GDF, CLDF, TJDFT, MPDFT e representações da sociedade civil;

– Instalação imediata da Comissão Especial de acompanhamento das ações do poder público sobre o novo Coronavírus no âmbito da CLDF;

– Uso de verba publicitária com materiais informativos seja na TV, rádio ou materiais gráficos;

– Mais investimentos na realização do exame de diagnóstico, buscando garantir testagem domiciliar em larga escala;

– Mais investimentos para aumento de leitos no DF;

– Medidas no transporte público, evitando ônibus e metrô lotados; garantia do acesso ao álcool em gel em lugares com grande circulação (estações de metrô, rodoviária, rodoviária interestadual, terminais);

– Defesa intransigente da ciência e da pesquisa; criação de uma Comissão de Cientistas, Pesquisadores, Infectologistas, Especialistas em Saúde Coletiva e Médicos Sanitaristas que façam a interlocução com a população e com o governo; que as medidas sugeridas pela comunidade científica sejam implementadas pelo GDF;

– Fortalecimento do SUS e suspensão de privatizações na rede de saúde do DF;

– Apoio a derrubada da EC 95, do teto de gastos;

– Liberação de recursos da Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAP-DF) para pesquisas sobre o coronavírus;

– Suspensão imediata de todos os mandados de reintegração de posse, imissão na posse, despejos e remoções judiciais ou extra-judiciais – exceto em casos de risco de vida;

– Convocação imediata de todos os aprovados em concursos públicos na área de saúde e assistência social;

– Proibição do corte de água e luz nas residências de quem não conseguir pagar as contas no período da pandemia de coronavírus. Fim de multas e juros sobre as contas de água e luz em atraso;

– Isolamento social deve ser um direito;

– Garantia de proteção aos profissionais da saúde

Cadastre-se e fique bem informado sobre o coronavírus! Enviaremos, no máximo uma vez por dia, as principais notícias diretamente no seu whatsapp.

  • This field is for validation purposes and should be left unchanged.

– coronavírus
+ saúde pública!

Nos últimos dias, o Distrito Federal saltou de dois para catorze casos confirmados de coronavírus (15/03). O governador Ibaneis Rocha decidiu, então, prorrogar o prazo do Decreto que estabelece medidas como fechamento de escolas e proibição de aglomerações e anunciou uma série de medidas como contratação de mais médicos, compra de insumos e criação de equipes móveis para atender possíveis casos em domicílio.

Com o objetivo de somar nessa luta, nosso mandato conversou com especialistas, avaliou o que outras cidades pelo mundo já estão fazendo e apresentará a Ibaneis uma série de recomendações para o devido amparo à população neste momento de pânico social. O conjunto de medidas também prevê ações de fortalecimento do Sistema Único de Saúde, por meio da rede pública de saúde do DF, que tem se destacado no enfrentamento da pandemia.

Confira:

– liberação imediata de todos os benefícios sociais, como o auxílio excepcional, para as famílias em situação de vulnerabilidade social; força tarefa nas Unidades de assistência social para atendimento da demanda;

– Abertura de escolas nas cidades exclusivamente para entrega da merenda escolar para as crianças e adolescentes que não tenham condição;

– Destinação de pelo menos 50% das emendas parlamentares com execução imediata para o combate ao Coronavírus; foco no fortalecimento da saúde pública e da assistência social;

– Liberação das responsáveis de família que não têm com quem deixar os filhos/as que não têm idade para ficar sozinhos;

– Liberação de todas/os trabalhadoras/es que se encontram no grupo de risco;

– Gratuidade dos restaurantes comunitários;

– Criação de um Gabinete interinstitucional de crise com a participação do GDF, CLDF, TJDFT, MPDFT e representações da sociedade civil;

– Instalação imediata da Comissão Especial de acompanhamento das ações do poder público sobre o novo Coronavírus no âmbito da CLDF;

– Uso de verba publicitária com materiais informativos seja na TV, rádio ou materiais gráficos;

– Mais investimentos na realização do exame de diagnóstico, buscando garantir testagem domiciliar em larga escala;

– Mais investimentos para aumento de leitos no DF;

– Medidas no transporte público, evitando ônibus e metrô lotados; garantia do acesso ao álcool em gel em lugares com grande circulação (estações de metrô, rodoviária, rodoviária interestadual, terminais);

– Defesa intransigente da ciência e da pesquisa; criação de uma Comissão de Cientistas, Pesquisadores, Infectologistas, Especialistas em Saúde Coletiva e Médicos Sanitaristas que façam a interlocução com a população e com o governo; que as medidas sugeridas pela comunidade científica sejam implementadas pelo GDF;

– Fortalecimento do SUS e suspensão de privatizações na rede de saúde do DF;

– Apoio a derrubada da EC 95, do teto de gastos;

– Liberação de recursos da Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAP-DF) para pesquisas sobre o coronavírus;

– Suspensão imediata de todos os mandados de reintegração de posse, imissão na posse, despejos e remoções judiciais ou extra-judiciais – exceto em casos de risco de vida;

– Convocação imediata de todos os aprovados em concursos públicos na área de saúde e assistência social;

– Proibição do corte de água e luz nas residências de quem não conseguir pagar as contas no período da pandemia de coronavírus. Fim de multas e juros sobre as contas de água e luz em atraso;

– Isolamento social deve ser um direito;

– Garantia de proteção aos profissionais da saúde

últimas notícias

Conheça nossa Newsletter!

Inscreva-se para receber informações toda semana sobre o trabalho do mandato na Câmara Legislativa do DF.

Obrigado! Sua inscrição foi confirmada.