fbpx

Hoje temos uma vitória a celebrar! A mobilização das mulheres trans e travestis e o trabalho da CPI do Feminicídio renderam importante fruto: a partir de agora, assassinatos de mulheres transgênero poderão ser investigados como feminicídio pela PCDF.

A condição de gênero tem que ser levada em conta na apuração dessas mortes e a Polícia Civil do DF dá demonstração de sensibilidade ao abranger, a partir de agora, no protocolo de investigação de feminicídio igual tratamento às mortes de mulheres cisgênero e de mulheres transgênero.

O DF já tem um protocolo em que todas as mortes violentas de mulheres são investigadas primeiro como feminicídio. Caso seja descartada essa hipótese, aí muda-se o protocolo de apuração. Agora as mulheres trans também serão incluídas nesse mesmo protocolo.

São muitos os desafios da CPI do Feminicídio, mas caminhando junto das mulheres e dos movimentos sociais conquistaremos mais vitórias fundamentais como essa. É pela vida de todas mulheres!

PCDF_Norma-de-Servico-27-de-2020

Conheça nossa Newsletter!

Inscreva-se para receber informações toda semana sobre o trabalho do mandato na Câmara Legislativa do DF.

Obrigado! Sua inscrição foi confirmada.