No documento enviado ao órgão, os deputados citam indícios de má gestão pública e irregularidades na administração de pessoal do Metrô/DF 

O Bloco PSol/PSB, composto pelos deputados distritais Fábio Félix (PSol, Max Maciel (PSol) e Dayse Amarilio (PSB), enviou uma representação ao Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF) na tarde desta segunda (6). O documento, assinado pelos três parlamentares, cita problemas relacionados à manutenção da rede metroviária e as frequentes interrupções do serviço, além de irregularidades na administração de pessoal da Companhia Metropolitano do Distrito Federal (Metrô/DF) 

A partir das denúncias recebidas pelos parlamentares, o documento destaca que existem fortes indícios de que a falta de investimento no Metrô/DF está ocasionando o sucateamento de sua estrutura, em face da falta de manutenção metroviária adequada e da falta de utilização de verba destinada para a melhoria da prestação dos serviços do Metrô/DF. 

O documento aponta ainda que eventuais decisões dentro do próprio Metrô/DF podem estar contribuindo para que o trabalho dos empregados não seja realizado de forma satisfatória, de modo que a estrutura continue a se deteriorar, a ponto de torná-la, eventualmente, inoperante, a sugerir uma entrega do Metrô/DF para a iniciativa privada

Por fim, o documento afirma que existem evidentes sinais de eventual má-gestão, o que acarreta problemas operacionais e que prejudicam a população, que precisa do metrô funcional para se deslocar diariamente pelo Distrito Federal, e pede ao TCDF que todas as denúncias de irregularidades apresentadas no documento em relação à gestão do Metrô/DF sejam apuradas.

Confira a íntegra da representação:

SEI_00001_00047162_2023_88