Foto: Reprodução

O deputado Fábio Felix (PSOL-DF) protocolou na Câmara Legislativa do Distrito Federal o pedido de Moção de Pesar em homenagem a atriz Léa Garcia, que faleceu em decorrência de um infarto nesta terça-feira (15), durante o Festival de Cinema em Gramado.

“A Moção é para manifestar nosso sentimento de pesar pela morte da aclamada atriz carioca. Além de ícone da cultura brasileira, Léa foi ativista da luta antirracista, pauta que era notável em sua obra, com por exemplo quando interpretou Leila, uma professora de colégio de elite que conta a história verdadeira de Zumbi dos Palmares, na novela Marina (1980). Por isso, convidei os deputados da Casa a se juntarem a nós, transmitindo em nome da Câmara Legislativa e da população do Distrito Federal, nossos mais sinceros sentimentos pela passagem de Léa Garcia”, explicou o parlamentar.

Léa Lucas Garcia de Aguiar nasceu no Rio de Janeiro, em 11 de março de 1933, e foi uma das atrizes negras mais reconhecidas no teatro e no cinema brasileiros. Também poetisa, teve sua obra influenciada pelos escritores Cruz e Sousa e Langston Hughes. Estreou nos palcos em 1952, com a peça Rapsódia Negra, de Abdias do Nascimento, interpretando a poesia de Castro Alves. Em sua carreira no cinema, Léa concorreu à Palma de Ouro de 1957, conquistando o segundo lugar no Festival de Cannes pela sua atuação como Serafina no filme Orfeu negro de Marcel Camus.