O deputado distrital Fábio Felix (PSOL-DF) representou na justiça, nesta segunda-feira (3), contra o pastor André Valadão por discursar em prol do assassinato de pessoas LGBTQIA+. A fala criminosa foi proferida durante culto na cidade de Orlando, nos Estados Unidos. O vídeo foi amplamente transmitido nas redes sociais e segue disponível no youtube.

Fábio Felix solicitou a instauração de procedimento para apurar a responsabilidade penal de André Valadão pela prática do crime de homofobia e transfobia, além da responsabilidade civil de reparar o dano coletivo dela decorrente. Fábio também cobrou a responsabilidade da entidade que promoveu o evento e pediu a retirada da publicação da rede, de acordo com o art. 20, §3º, da Lei nº 7.716/1989.

A representação descreve o vídeo com conteúdo homotransóbico, que possui o título de  ‘Teoria da Conspiração’. A garantia de direitos igualitários para mulheres e pessoas LGBTQIA+ é retratada como parte da suposta “conspiração global para atacar religiosos”. No discurso proferido, o fundamentalista também relaciona “a garantia ao casamento homoafetivo à exposição de crianças a atos obscenos durante as Paradas do Orgulho LGBTQIA+”.

“É nítida a intenção de caracterizar a nossa população como potenciais criminosos que se associam para promover a exploração sexual e o abuso de crianças, com a finalidade de criar pânicos e mobilizar a população que se identifica com este segmento religioso de que o representado reivindica ser parte. Além de realizar generalizações grosseiras e preconceituosas, o pastor dissemina inverdades, tudo com a finalidade de promover indignação contra a população LGBTQIA+”, enfatizou Fábio Felix.

Segue a descrição de um trecho da fala LGBTFóbica do religioso:
“…Essa porta foi aberta quando nós tratamos como normal aquilo que a Bíblia já condena. Então agora é hora de tomar as cordas de volta e dizer ‘não, não, não. Pode parar, resetar.’ Ai Deus fala: ‘não posso mais. Já meti esse arco íris aí, se eu pudesse eu matava tudo, e começava tudo de novo.”Mas já prometi pra mim mesmo que eu não posso e então agora está com vocês”, diz trecho do discurso de André Valadão.

Para Fábio Felix, está clara a tentativa de  promover e estimular ataques à população LGBTQIA+. “Esse pastor fundamentalista alega que pelo fato de serem garantidos direitos a nós LGBTs, teria havido um abandono das leis divinas, cabendo aos fiéis se engajarem em confronto direto com a população LGBTQIA+. Essa fala não se caracteriza como discurso religioso, mas prega como incitação ao assassinato”, ressaltou o parlamentar autor da representação.

Confira abaixo o documento na íntegra

SEI_CLDF-1247283-Representacao