O deputado Fábio Felix (PSOL-DF), presidente da  Comissão dos Direitos Humanos da Câmara Legislativa, acionou o Ministério Público do Distrito Federal (MPDFT) e pediu investigação sobre o caso de agressão ocorrido no Metrô nesta terça-feira (9).

“A Comissão atuou após ter conhecimento de que um homem teria sido agredido e imobilizado por vender bombons dentro dos vagões e por ter se recusado a abrir sua mochila”, afirma o parlamentar.

“Supostamente, diante das negativas do homem, os seguranças teriam aplicado ‘mata-leão’ e outras técnicas de contenção, contudo, sem que houvesse resistência física por parte do cidadão que justificasse tal força”, diz o requerimento assinado por Fábio Felix e destinado ao Núcleo de Enfrentamento à Discriminação do MPDFT.

O documento cita ainda que, no vídeo utilizado para embasar a denúncia, é possível ver a vítima pedindo socorro enquanto é violentamente imobilizada por dois homens responsáveis pela segurança do Metrô.

“Solicitamos também ao presidente do Mêtro, Handerson Cabral, que nos forneça o nome e o contato do cidadão abordado, e qual é o protocolo utilizado em situações como essa. Demos um prazo de 30 dias para que possamos informar à sociedade sobre o andamento do caso”, finalizou Fábio Felix

Confira abaixo os documentos na íntegra.

SEI_00001_00020324_2023_31

SEI_00001_00020328_2023_19-1