Distrital aciona justiça para garantir liberdade de protesto

Na última terça-feira, manifestantes foram proibidos de inflar boneco do presidente da República no Distrito Federal.

28 maio 2021, 20:32 Tempo de leitura: 1 minuto, 10 segundos
Distrital aciona justiça para garantir liberdade de protesto

Na última terça-feira, manifestantes foram proibidos de inflar boneco do presidente da República

Com o objetivo de garantir a liberdade de manifestação em protestos, o PSOL/DF, por meio do seu presidente, o deputado Distrital Fábio Felix, protocolou mandado de segurança com pedido liminar para que balões e bonecos infláveis não sejam proibidos. Amanhã (29), movimentos sociais estão convocando um ato no DF contra o presidente Jair Bolsonaro.

Na última terça-feira (25), manifestantes foram à Esplanada dos Ministérios para protestar contra o presidente Jair Bolsonaro, mas foram impedidos pela Polícia Militar do DF de inflar um boneco do presidente da República. O mandado de segurança cita casos concretos de utilização dos infláveis em outras ocasiões – como o pato da Fiesp e o Pixuleco do ex-presidente Lula – para destacar a arbitrariedade da proibição da última terça-feira.

“Foi uma conduta extremamente ilegal e de cerceamento da liberdade de expressão. Protestos contra governo anteriores sempre foram marcados pela presença de bonecos infláveis para satirizar governantes, por que contra Bolsonaro não pode?”, questiona o presidente do PSOL-DF. O parlamentar destaca, ainda, que tais balões e bonecos não oferecem qualquer risco à segurança, pois são inflados por motor simples com ar comum, sem qualquer gás inflamável.

Confira a íntegra do mandado de segurança:

PSOL-DF-MS-bonecos-inflaveis-atos-29